• iPhone 6 Cases

  • Best iphone 6 cases

  • sunglasses Cheap

  • Nike Free Run Pas cher

  • ayersmissionviejo.com

  • Cheap Oakleys

  • accugram.us

  • nikefreerun.genoulaz.fr

  • longchampbq.fr

  • sac longchamp pas cher

  • progressprinting.us

  • www.theofleurybook.com

  • Sac Vanessa Bruno pas cher

  • Sac Vanessa Bruno Soldes

  • Cabas Vanessa Bruno Pas cher

  • France Cabas Vanessa Bruno

  • Vanessa Bruno Pas cher

  • Sac Longchamp pas cher

  • Longchamp Pas cher

  • Sac à Main Longchamp pas cher

  • Sac Longchamp Pliage Pas cher

  • Sac Longchamp Pliage Soldes

  • Sac Vanessa Bruno Soldes

  • teachmemusic.fr

  • saclongchamppascher.inseto.fr

  • medstract.com

  • Sac Micheal Kors Pas cher

  • Sac à main MICHAEL KORS

  • Longchamp Sac Soldes

  • Longchamp Pliage Pas cher

  • Sac Longchamp Pas cher

  • Goedkope Moncler Jas

  • Goedkope Moncler Jassen

  • Netherland Moncler Outlet

  • Billiga Canada Goose Parka

  • Canada Goose jackor Sale

  • www.bde-gide.de

  • www.klimacent.de

  • www.nachtflug-life.de

  • www.rothspielscheibe.de

  • www.tesnettsq.de

  • www.technokueche.de

  • www.articlesroltiss.net

  • www.adcamps.net

  • www.barroyal.net

  • www.envisiontelepharmacy.net

  • Logotipo
    Conteúdo Gospel de Qualidade!

    Família – Pais e Filhos – Nossos Filhos – Ensinando o caminho do amor as crianças


     Powered by Max Banner Ads 

    biblia_coracaoPequeninos

    “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele.”
    (Pv 22:6)

    O maior problema de nossos dias não é o das crianças delinqüentes, mas dos pais que parecem ter fugido de suas responsabilidades, das mães desnorteadas, com dupla ou tripla função e jornada de trabalho, que consequentemente tem falhado em transmitir as verdades de Deus de uma geração a outra.

    Platão já dizia que “A vida da nação é a vida da família escrita de forma ampliada”.

    Com tanta violência hoje em dia, as crianças precisam ser ensinadas o caminho do amor, mas ele começa em casa, com o seu exemplo.

    As mães são os primeiros referenciais dos filhos em tudo na vida.

    Ao nascer, não sabem sequer a limitação de seus pequeninos corpos e de suas mães, que com o tempo, ao amamentarem, ao afagarem seus filhos vão mostrando até onde vão seus corpinhos e onde começa o dela, através do toque carinhoso de suas mãos.

    Depois que entra o pai, ensinando a conviver com as outras pessoas e rompendo um pouquinho essa relação simbiótica, ou seja, demonstrando que existem mais pessoas no mundo, extremamente necessária para o desenvolvimento social da criança e não menos importante.

    O que vem dos pais vai diretamente de encontro ao coração dos filhos, eles são importantes, por isso é preciso ouvi-los, estar próximo e presente.

    Às vezes, no corre-corre do dia, deixamos coisas para trás, contudo um silêncio pode causar muito incomodo.

    Lendo um livro, me deparei com o relato de uma adolescente, que me partiu o coração. Ela falou que um dia tentou falar com seus pais e eles disseram que iam trabalhar e mais tarde falariam, contudo nunca voltaram a falar com ela.

    Então ela conta que, quatro anos mais tarde, cansou de esperar e agora não se preocupava mais em falar com eles, contando o que a incomodava.

    Essa pode ser a porta de entrada para muita coisa negativa na vida dos filhos, sem diálogo, eles se sentem desprotegidos, sem apoio e podem começar até a fazer coisas negativas para chamar atenção.

    Tratados de paz e comunicação aberta são muito necessários, especialmente quando adolescentes. Em geral, somos os mais distantes e estamos mais chamando atenção do que conversando, explicando e dialogando.

    Minha mãe foi assim comigo, o que criou no início um certo afastamento, mas meu pai foi excepcional, por isso a importância dos dois.

    Tive um pai maravilhoso, que me ensinou a conversar, a respeitar as opiniões alheias.

    Lembro também das nossas brigas na minha adolescência, quanto ao seu excesso de proteção, quando não me deixava ir a algum lugar, confesso que ficava chateada, mas ele sempre me chamava para o diálogo e a coisa mais linda era que ele cedia quando estava errado e reconhecia o seu exagero ou fazia eu reconhecer o meu – o que não era fácil, mas com toda a sua paciência insistia até que tudo fosse resolvido na conversa.

    Com isso, ele criou uma filha que procura resolver tudo no diálogo, capaz de formar opiniões próprias, que defende suas idéias e tenta compreender o ponto de vista dos demais.

    Além disso, ele foi por muitos anos e até hoje o meu melhor amigo, foi para ele que contei todas as coisas importantes de minha vida, primeiro namorado, gravidez, escolhas profissionais e ele sempre me apoiou e aconselhou.

    Muitas vezes eu teimava, algumas ele errava, mas como nos acostumamos a viver este tipo de relacionamento nos ajudávamos mutuamente, com muito amor e compreensão.

    Onde eu quero chegar com isso numa coluna para mulheres?

    É que esta foi a fórmula que ele me deu para ser uma boa mãe, hoje agradeço muito por esta criação e copio o seu modelo que tem dado muito certo.

    Todo filho precisa ouvir que é importante para a mãe, que pode contar com ela para todas as coisas, ter um diálogo aberto, sabendo que ela é a mesma que vai abrigá-la em seus braços como fez um dia.

    As crianças pequenas, comunicam seus desejos de um modo muito particular, através do choro. Mas elas não querem apenas uma resposta verbal dos pais, Elas querem que eles demonstrem amor e aceitação.

    E estão absolutamente atentas a nossos gestos, muito mais do que as palavras.

    São esponjinhas que absorvem tudo que está no meio ambiente, principalmente modelos de comportamento, que percebem em nós no dia-a-dia, por isso que precisamos vigiar.

    Às vezes, em reunião de pais, morro de rir vendo crianças imitarem direitinho, sem perceber, o comportamento de suas mães, dá para ver bem a personalidade delas estampada na criança, principalmente as que tem o privilégio de ficarem mais tempo com seus filhos.

    Mas quando chega na adolescência, querem mais do que ficar próximas, exigem o toma-lá-dá-cá, querem relacionar-se e são absolutamente sensíveis.

    Muitas vezes sinais de rebeldia, são originados por fala de diálogo nas fases anteriores.

    É muito importante que nas fases iniciais esta relação de diálogo e confiança seja estabelecida, pois mais tarde, os filhos querem começar a sair do ninho e precisam ouvir: confio em você, estou satisfeito com as suas ações; caso contrário dirão: deixe-me em paz.

    Mas não se preocupe, se você não fez isso no início, será mais difícil agora, porém não impossível, procure ouvi-lo, mostrar-se presente, compreensivo e companheiro.

    Não será fácil, mas comece agora antes que o perca para coisas piores no mundo.

    Algumas vezes tentamos imprimir nos filhos aquilo que somos ou nossos sonhos, desejos e esquecemos que eles são pessoas independentes de nós, que vivem época diferente, com costumes diferentes e precisam ser aceitos como eles realmente são.

    Obviamente, dentro da moral e do bom costume, respeitando-se as regras de autoridade dos pais, mas com muito amor.

    Nós, como pessoas e seres humanos somos falhos, às vezes cometemos erros, mas tem uma coisa que Graças a Deus permanece no coração de seus filhos: o amor por quem o gerou.

    De repente, o que este jovem ou adolescente precisa, é ouvir: me desculpe, eu errei, eu te amo, para voltar a ser aquela criança meiga que sempre foi e se entregar em seus braços.

    É horrível ser rejeitado, ou se sentir assim, por quem te pôs no mundo.

    Volte um pouquinho atrás e veja que mesmo seus pais tendo cometido erros, você os ama da mesma forma de quando era criança.

    Pense nos seus pais, mesmo que eles tenham te magoado o que seria se eles retornassem, te pedissem perdão, falassem que erraram, que deveriam dedicar mais tempo a você, mas que te amam, apenas foram fracos e falhos num momento de suas vidas.

    Será que você não se acabaria em lágrimas e se jogaria em seus braços? Duvido que não. Até eu faria.

    Como fiz, quando a minha mãe percebeu o nosso afastamento, aos 17 anos e começou a me procurar mais para o diálogo, não foi fácil para nós duas restabelecer esta relação, precisou de muito esforço mútuo, mas enfim conseguimos e hoje ela que passou a ser minha melhor amiga, já que meu pai está mais distante – nada é impossível.

    Veja o meu exemplo, pense em você, coloque-se no lugar deles como filho, o que te faz pensar que seus filhos são diferentes? É preciso apenas boa vontade.

    As crianças precisam saber que seus pais são seus amigos e os adolescentes precisam continuar a ter este vínculo.

    Esta é a melhor solução para defendê-los das drogas, dos vícios, das más companhias, das violência das ruas, da prostituição e promiscuidade.

    Filhos precisam ser amados, precisam de um abraço, de ouvirem que são importantes, amados da mesma forma de quando era crianças, que você estará sempre de braços abertos para recebê-los e ouvi-los, pois você confia nele, afinal são nossas esperanças.

    Por isso, se você por ventura cometeu algum erro no passado, dê o exemplo, dê ao seu filho um abraço no dia das crianças, não importa a idade que tenha, um filho é uma eterna criança quanto ao amor dos pais.

    Ensine-o a andar nos caminhos do amor, a perdoar, a pedir desculpas, a ser paciente, compreensivo – isso tem que começar de você.

    Neste dia das crianças, dê a ele o maior presente, certamente é o que ele mais deseja receber de você: ouvir e perceber que é amado e que é muito importante.

    Acolha-o em seus braços como era bebê, quando lhe passava todo o carinho e o protegia do mundo, por mais que a gente cresça todos nós daríamos tudo para ter isso de volta, nunca se esqueça é sempre tempo de recomeçar.

    E mais tarde, a maior recompensa que você terá será ouvir de seus filhos, não importando a idade que eles tenham: – muito obrigada por tudo, eu te amo e te compreendo.
    Em Cristo,

    Adriana Fonte-Psicóloga / Seminarista do IBADIG

    Fonte:http://www.melodia.com.br,mais um Parceiro Eterno Jesus.

    Tagged as: , , , , , , , ,

    Deixe o seu Comentário

    Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.